Novas configura√ß√Ķes de leitura

Encontro do Leituras em Conex√£o, no √ļltimo dia 27, continuou discuss√£o sobre experi√™ncia liter√°ria


     

Acontece ‚ÄĘ Segunda-feira, 29 de Outubro de 2018, 14:49:00

 
No √ļltimo s√°bado, 27, acompanhamos o pen√ļltimo encontro do curso Leituras em Conex√£o. Desta vez, fomos na Escola Municipal Nossa Senhora do Amparo, na regional Noroeste. O curso para forma√ß√£o de articuladores de leitura, voltado para professores da rede p√ļblica e bibliotec√°rios, ocorre concomitantemente em oito escolas p√ļblicas de Belo Horizonte e na Secretaria Municipal de Educa√ß√£o (SMED) da capital mineira, contemplando as nove regionais da capital. O professor da Faculdade de Educa√ß√£o da UFMG Roberto Cezar Silva deu continuidade √†s discuss√Ķes sobre experi√™ncia liter√°ria iniciadas no √ļltimo encontro, em setembro, nas regionais.
 
Roberto come√ßou a aula resgatando o que foi discutido em setembro. ‚ÄúChegamos √† conclus√£o de que ensinar literatura √© ensinar a leitura liter√°ria, e n√£o apenas a ler o livro‚ÄĚ, lembrou. O professor chamou aten√ß√£o para como os alunos hoje t√™m uma mente mais ‚Äúdifusa‚ÄĚ, ‚Äúmultifacetada‚ÄĚ, e que as gera√ß√Ķes passadas t√™m uma mente mais ‚Äúesquematizada numa linearidade‚ÄĚ.
 
Diante de outros tipos de literatura e de outros produtos culturais, o capital cultural de uma pessoa tamb√©m n√£o depende mais de ler livros. Roberto e os cursistas citaram v√°rios meios de cultura, como filmes, m√ļsica, jogos, repert√≥rio que tamb√©m torna uma pessoa culta na atualidade. Foi levantado ent√£o como quest√£o a ser pensada como tornar a biblioteca um espa√ßo atraente, diante da oferta atual diversa.
 
Ensinar a saber ler 
 
Para um dos cursistas, √© necess√°rio saber ‚Äúdosar‚ÄĚ a intera√ß√£o com o papel e o digital. Ele explicou que com sua filha permite que ela interaja com o digital, mas que tamb√©m tem momentos de leitura de livros com ela, pois n√£o quer causar uma depend√™ncia do digital.
 
Roberto explicou em seguida que as mudan√ßas atuais trazem novas maneiras de ler, novas rela√ß√Ķes com a escrita e novas t√©cnicas intelectuais. Em seguida, o grupo discutiu a diferen√ßa de confiabilidade em rela√ß√£o aos conte√ļdos compartilhados na internet ou em dispositivos digitais e materiais como a enciclop√©dia Barsa. Roberto considerou que √© importante discutir ‚Äúfake news‚ÄĚ e que √© fundamental preparar os alunos para saberem ler o que encontram nos meios digitais. Os cursistas concordaram, apontando que hoje as informa√ß√Ķes chegam √†s pessoas e elas n√£o as procuram.
 
Multimodalidade e intermídia
 
A segunda parte do encontro foi voltada a retomar os conceitos de multimodalidade e interm√≠dia, apresentados na √ļltima aula, para aprofund√°-los. O conceito de multimodalidade utlizado foi o do professor Brian Street elaborado para o Gloss√°rio do Ceale. Tamb√©m foi apresentado o conceito de textos visuais, na defini√ß√£o da professora C√©lia Abicalil tamb√©m para o Gloss√°rio do Ceale.
.
Roberto ponderou que √© necess√°rio entender as escolhas dos alunos, mas que o professor precisa contribuir para que o aluno tenha uma recep√ß√£o mais consciente e cr√≠tica do que l√™. O professor tamb√©m atentou para o problema da express√£o ‚Äútexto n√£o-verbal‚ÄĚ, que valoriza otexto apenas se for composto de palavras. Roberto apontou que existem textos sonoros, textos visuais, e muitos outros, pois tamb√©m comunicam.
 
Em seguida, o grupo discutiu e analisou poemas visuais e seu uso em sala de aula. Para finalizar, discutiu as diferenças entre obras multimodais e intermídia.
 
O projeto
 
O Leituras em Conexão: Formação de articuladores de leitura das Escolas Municipais de Belo Horizonte é um projeto da Secretaria Municipal de Educação (SMED) de Belo Horizonte desenvolvido em parceria com o Ceale.
 
A proposta surgiu a partir da percep√ß√£o da necessidade de um melhor preparo dos professores para trabalharem com os livros dispon√≠veis nas bibliotecas das escolas da rede p√ļblica. Com isso, a inten√ß√£o √© apoiar pol√≠ticas p√ļblicas de incentivo √† leitura, levando ao conhecimento dos educadores os projetos na literatura que est√£o em vigor e tudo o que o governo oferece em termos de material de apoio para o ensino liter√°rio, como as bibliotecas e acervos de livros.
 
O curso pretende abordar o planejamento de a√ß√Ķes para incentivar a leitura nas bibliotecas escolares, o melhor aproveitamento dos acervos liter√°rios, al√©m de oficinas de leitura, abordando fundamenta√ß√£o te√≥rica e a pr√°tica tamb√©m. Ao final do curso, os projetos desenvolvidos ser√£o expostos em local p√ļblico e compartilhados em redes.
 
Sugest√£o de livro no encontro
 
De carona com nitro, de Luís Dill (Editora Artes e Ofícios)