Abec

Abec


     

A expectativa da criança pré-escolar e a prática pedagógica

O objetivo do estudo foi confrontar a expectativa de crianças pré-escolares em relação à escola com as atividades desenvolvidas pelos professores. Foram sujeitos professores e alunos de duas escolas da periferia da cidade de Natal, que atendiam a crianças de camadas populares. Foram selecionados dois professores - um de cada escola - ambos com qualificação em nível de segundo grau, e dez crianças - cinco de cada escola - de 6 e 7 anos, freqüentando a classe pré-escolar que antecede a 1a série. Os dados foram coletados através de observações em sala de aula, entrevistas com as crianças e com os professores, e desenho, este como instrumento auxiliar na compreensão dos fatos, usado com a finalidade de descontrair a criança, facilitando seu intercâmbio com a pesquisadora. Os dados revelaram que as crianças consideravam como função básica da escola ensinar a ler e a escrever; as atividades pedagógicas, porém, não respondiam a essa expectativa, pois se voltavam para aspectos mecânicos da escrita, enfatizando exercícios de percepção visual, discriminação visual, coordenação motora, sem busca de adequação à etapa de conceituação da escrita em que as crianças se encontravam. A conseqüência foi que, no final do ano letivo, as crianças se recusavam a escrever sem a presença de um modelo. A conclusão da autora foi que as atividades pedagógicas não respondiam satisfatoriamente às expectativas das crianças com relação à função básica que atribuíam à escola, a de alfabetizar.

Ano Publicação: 1988
Grau Do Trabalho: Dissertação de Mestrado
√Ārea: Educa√ß√£o
Tema: Educação
Natureza Do Texto:Pesquisa: Estudo de Caso
Referencial Teórico: Pedagogia
Ideário Pedagógico: Pedagogia Progressista
Assunto:Concepção de Alfabetização
Referência:

CARTAXO, Maria Augusta Costa. A expectativa da criança pré-escolar e a prática pedagógica. Natal: PG em Educação Pré-Escolar, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 1988. 133p. (Dissertação de Mestrado).