Dicionário da Alfabetização: Adaptação literária

Rosa Maria Hessel Silveira ‚Äď Professora e pesquisadora da Faculdade de Educa√ß√£o da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)


     

Letra A ‚ÄĘ Quarta-feira, 20 de Abril de 2016, 16:05:00

Provavelmente, o primeiro contato que voc√™ teve com as hist√≥rias do Pin√≥quio e da Alice no Pa√≠s das Maravilhas foi atrav√©s de adapta√ß√Ķes dessas obras, ora em edi√ß√Ķes impressas resumidas, ora em vers√Ķes para cinema, TV etc. E este fato √© relembrado para demonstrar como nossa vida √© atravessada por adapta√ß√Ķes de toda ordem.

Mas o que se entende por ‚Äúadapta√ß√£o liter√°ria‚ÄĚ?¬† De maneira geral, pode-se nomear com esta express√£o a transposi√ß√£o e/ou recria√ß√£o de obras liter√°rias tanto para a mesma m√≠dia ‚Äď livros impressos ‚Äď, quanto para o cinema, para os desenhos animados, para o teatro, para as hist√≥rias em quadrinhos, para s√©ries de TV etc. A quest√£o da adapta√ß√£o liter√°ria ganha especial relev√Ęncia no universo escolar onde circulam crian√ßas e adolescentes. E isso porque √© comum que busquemos apresentar obras reconhecidas e can√īnicas a nossos alunos, leitores ainda em forma√ß√£o, atrav√©s de edi√ß√Ķes em que eles tomem um primeiro contato com as narrativas e personagens centrais dessas obras.

Os estudiosos de literatura reconhecem o valor das adapta√ß√Ķes para a forma√ß√£o de jovens leitores, com a expectativa de que elas os levem, mais tarde, √† leitura das obras originais. Por outro lado, as adapta√ß√Ķes t√™m um hist√≥rico de desconfian√ßa em rela√ß√£o a sua qualidade textual. Efetivamente, algumas delas atendem apenas a interesses mercantis e consistem em redu√ß√Ķes excessivamente simplificadas (e/ou modificadas) das narrativas originais. O pesquisador Pedro Cerrillo, em estudo sobre adapta√ß√Ķes de O Patinho Feio, de Andersen, comenta uma edi√ß√£o da obra em que a transforma√ß√£o do patinho em cisne se d√° pela a√ß√£o de uma fada com sua varinha de cond√£o, num exemplo extremado de m√° adapta√ß√£o. Nesse sentido, √© crucial o papel da professora e do professor ao escolherem as edi√ß√Ķes adaptadas que disponibilizar√£o ou indicar√£o a seus alunos crian√ßas e adolescentes, que devem ser aquelas com um projeto editorial de qualidade, paratextos adequados e, sobretudo, um cuidado para que os sentidos abertos e metaf√≥ricos das obras originais n√£o sejam transformados em mensagens pedag√≥gicas expl√≠citas.