Nota de falecimento - Graça Paulino

A pesquisadora do Gpell e do Ceale faleceu no √ļltimo dia 4, domingo


     

Institucional ‚ÄĘ Ter√ßa-feira, 06 de Agosto de 2019, 15:17:00

 

√Č com pesar que comunicamos o falecimento, no √ļltimo dia 4, domingo, de Maria das Gra√ßas Paulino, pesquisadora do Ceale e professora da Faculdade da Educa√ß√£o (FaE) da UFMG. A docente foi graduada em Letras, mestra em Estudos Liter√°rios pela UFMG e doutora em Teoria Liter√°ria pela UFRJ. Gra√ßa Paulino, como era conhecida, atuou como professora na Faculdade de Letras da UFMG no in√≠cio dos anos 70, na qual permaneceu por mais de 20 anos. Ap√≥s esse per√≠odo, tornou-se professora na Faculdade de Educa√ß√£o da UFMG e pesquisadora do Grupo de Pesquisa do Letramento Liter√°rio (GPELL) do Ceale.
 
Francisca Maciel, diretora do Ceale, lamentou o falecimento de Gra√ßa e mencionou a import√Ęncia de sua contribui√ß√£o tanto para o Ceale quanto para a educa√ß√£o: ‚Äúsua atua√ß√£o no ensino e pesquisa liter√°ria fica como duradouro exemplo de dedica√ß√£o e compet√™ncia.‚ÄĚ Maria Z√©lia Machado, tamb√©m professora da FaE/UFMG e pesquisadora do Ceale, lembra da postura de Gra√ßa em defesa do ‚Äėlugar da literatura‚Äô: ‚Äúconheci Gra√ßa em um curso de especializa√ß√£o sobre o ensino da literatura, no in√≠cio da d√©cada de 90 e nunca mais a perdi de vista. Anos depois nos reencontramos na cria√ß√£o do Grupo de Pesquisa de Literatura Infantil, que passou a chamar GPELL, onde ela atuava at√© hoje. Boa de briga, ainda mais quando amea√ßavam ou menosprezavam o lugar da literatura, Gra√ßa enfrentava os discursos mais pragm√°ticos, conjugando, na sua dura argumenta√ß√£o, a cr√≠tica, a teoria, a hist√≥ria e trazendo, como argumento m√°ximo, aquilo que n√£o podia faltar, o texto liter√°rio‚ÄĚ. Z√©lia foi aluna, orientanda e amiga de Gra√ßa.
 
Tamb√©m pesquisador do Ceale, Rildo Cosson destaca a relev√Ęncia da colabora√ß√£o de Gra√ßa em sua trajet√≥ria acad√™mica e compartilha seu carinho pela professora. ‚ÄúA defesa permanente da leitura liter√°ria e o acesso de todos a obras de qualidade s√£o duas das v√°rias bandeiras que Gra√ßa Paulino empunhou em sua vida acad√™mica. Preocupada com os leitores em forma√ß√£o, ela sempre apontou as dificuldades enfrentadas nas escolas e os equ√≠vocos das defesas f√°ceis de h√°bitos e gostos de leitura naturalizados. O letramento liter√°rio, conceito pelo qual buscou romper com os usos fossilizados da literatura e demandar a forma√ß√£o de um leitor propriamente liter√°rio, foi o caminho que abriu para toda uma gera√ß√£o de professores e estudiosos que como ela buscavam fazer da leitura liter√°ria o fundamento do ensino da literatura. Questionadora de velhas pr√°ticas e bem fundamentada em suas propostas, ela ajudou o ensino da literatura a se constituir como uma √°rea aut√īnoma e leg√≠tima, estabelecendo um territ√≥rio pr√≥prio entre as Letras e a Educa√ß√£o. Leitora arguta e sens√≠vel de grandes e pequenas obras, Paulino sabia te√≥rica e intimamente, como sabem todos os que se fizeram leitores a despeito de circunst√Ęncias adversas, como todos os que constru√≠ram suas vidas em di√°logo com as palavras sem fundo dos poemas e dos romances, que a leitura liter√°ria √© experi√™ncia. Li√ß√£o ensinada, li√ß√£o compartilhada, li√ß√£o aprendida professora Gra√ßa. Seus muitos alunos, colegas e leitores de seus textos, como eu, agradecemos o seu pioneirismo e caminhamos daqui para frente seguindo as marcas deixadas pelos seus passos.‚ÄĚ
 

Galeria de Fotos:


 
Arquivo pessoal de Zélia Versiani.