Comunicar é educar

A comunicação é uma atividade educativa. Não é possível educar sem se comunicar. Esses são os paradigmas da Educomunicação, área que vem ganhando destaque tanto em pesquisas quanto em projetos desenvolvidos em escolas


     

Letra A ‚ÄĘ Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019, 15:31:00

por Thiago Rodrigues
 
Dispositivos tecnol√≥gicos t√™m diversas fun√ß√Ķes em nossa sociedade, dentre elas, a comunica√ß√£o. Os avan√ßos tecnol√≥gicos, ao longo do tempo, possibilitaram que esses aparelhos se tornassem cada vez mais complexos e com m√ļltiplas funcionalidades, surgindo, dessa forma, a possibilidade de relacion√°-los com muitas √°reas. No campo da educa√ß√£o, vem sendo constru√≠da uma rela√ß√£o com a comunica√ß√£o que formou uma nova √°rea de estudos conhecida como educomunica√ß√£o.
 
Inicialmente, pode-se dizer que um dos pressupostos da educomunica√ß√£o √© a cria√ß√£o de estrat√©gias para estimular o pensamento cr√≠tico e democr√°tico, atrav√©s da utiliza√ß√£o da comunica√ß√£o na educa√ß√£o. Segundo Thiago Reginaldo, doutorando em Educa√ß√£o pela Universidade do Estado de Santa Catariana (UDESC), ‚Äúa educomunica√ß√£o pode ser descrita no conjunto de a√ß√Ķes destinadas a criar e desenvolver ecossistemas comunicativos. Tais ecossistemas s√£o articula√ß√Ķes dos ambientes que favorecem o di√°logo social e consideram as potencialidades dos meios de comunica√ß√£o e suas diversas tecnologias para a educa√ß√£o‚ÄĚ. Thiago completa dizendo que existem dois princ√≠pios nos quais a educomunica√ß√£o se sustenta: a comunica√ß√£o √© uma a√ß√£o educativa e n√£o existe educa√ß√£o sem a comunica√ß√£o. Essa rela√ß√£o pode ser compreendida assim como a utiliza√ß√£o dos meios comunicacionais e das novas tecnologias da informa√ß√£o e da comunica√ß√£o (TICs), em conjunto com as pr√°ticas educativas, a fim de integrar esses dois campos.
 
Para Sandra Tosta, professora e pesquisadora do Programa de P√≥s-Gradua√ß√£o em Gest√£o Social, Educa√ß√£o e Desenvolvimento Local do Centro Universit√°rio UNA, em Belo Horizonte, a educa√ß√£o √© aperfei√ßoada com a presen√ßa midi√°tica e esta pode ser explorada e desenvolvida ao m√°ximo em diversas √°reas, em um local de ensino: ‚Äúem termos pedag√≥gicos, a m√≠dia pode ser incorporada com todo seu potencial em curr√≠culos, atividades escolares, nas rela√ß√Ķes de ensino-aprendizagem, de modo a favorecer o desempenho dos alunos e da pr√≥pria escola como um todo. Um exemplo √© tomar a m√≠dia como produtora de imagens, de linguagens, de s√≠mbolos etc., de modo cr√≠tico e reflexivo‚ÄĚ. Defendendo as pr√°ticas educomunicativas como m√©todos a serem trabalhados na educa√ß√£o, a professora destaca que, atualmente, este √© um campo que n√£o pode ser desconsiderado pelas escolas nos processos de ensino e aprendizagem, principalmente pela relev√Ęncia que se tem na utiliza√ß√£o, em diferentes maneiras, dos meios de comunica√ß√£o para a compreens√£o das rela√ß√Ķes e acontecimentos presentes na sociedade.

Continue lendo:

Parte 2 - Desenvolvimento da √°rea

Parte 3 - Educomunicação no contexto da alfabetização e letramento

Parte 4 - O que vem pela frente